Gêneros
Administração
Artes
Astrologia
Biografia/ Memória
Chick Lit
Ciências
Ciências Políticas
Ciências Sociais
Cinema
Contos/ Crônicas
Culinária
Desenvolvimento pessoal
Desenvolvimento profissional
Economia
Educação
Ensaio/ Teoria literária
Entretenimento
Esoterismo
Espiritualidade
Filosofia
Geografia
Guerra
Guia
História
Infantil
Jovem Adulto
Juvenil
Literatura
Negócios
Obras de referência
Pensamento
Poesia
Policial
Política
Psicologia/ Psicanálise
Quadrinhos
Qualidade de vida
Relacionamento
Religião
Reportagem
Romance brasileiro
Romance estrangeiro
Romance histórico
Suspense
Teatro
Thriller
Viagem/ Aventura
Coleções
Autores
Tenha acesso a
conteúdos exclusivos.

leitor
livreiro
professor

Email:
Senha:
Lembrar senha
Notícias Home > Acontece > Notícias

"Vozes do deserto" sai nos EUA pela Random House

Não é de hoje que o sucesso de Nélida Piñon ultrapassa as fronteiras. O romance Vozes do deserto  vencedor do Prêmio Jabuti 2005 nas categorias Romance e Livro do Ano,  acaba de ser publicado, em inglês, pela gigante Random House, e seu último livro, Coração andarilho, ganhou edição espanhola pela Alfaguara e mereceu grande espaço na mídia (clique no link para entrevista da autora no El País).

http://tinyurl.com/yfrsodw

Carioca, Nélida Piñon estreou com seu primeiro romance em 1961, Guia-mapa de Gabriel Arcanjo. Ao longo de sua carreira, colaborou em publicações nacionais e estrangeiras, proferiu conferências em diversos países, onde foi igualmente traduzida. É catedrática da Universidade de Miami desde 1990, tendo sido escritor-visitante da Universidade de Harvard, de Columbia, de Georgetown, de John Hopkins, de Georgetown. Recebeu prêmios brasileiros como: Golfinho de Ouro, Mário de Andrade e o Jabuti de melhor romance e livro de ficção de 2005 por Vozes do deserto. E internacionais como: Juan Rulfo, do México, Jorge Isaacs, da Colômbia, Rosalia de Castro, da Espanha, Gabriela Mistral, do Chile e o Prêmio Menéndez Pelayo, da Espanha. Em 2005 recebeu o importante Príncipe de Astúrias pelo conjunto de sua obra. Recebeu título de doctor honoris causa das Universidades: Poitiers, Santiago de Compostela, Rutgers, Florida Atlantic. Empossada como imortal em 1990, em 1996 foi eleita a primeira mulher a presidir a Academia Brasileira de Letras por ocasião do seu I Centenário.

Data: 16/11/2009



Outras notícias do autor

 Nélida Piñon será a entrevistada do Programa Roda Viva na próxima segunda-feira

 75 anos de Nélida Piñon

 Nélida Piñon representa o Brasil em Bogotá

 Nélida Piñon participará, como convidada especial, da sétima edição do Hay Festival Cartagena de Indias

 Nélida Piñon na Feira do livro de Quito

 O coração andarilho de Nélida Piñon é tema de documentário em competição oficial no Festival do Rio

 Nélida Piñon ganha prêmio literário Casa de las Americas



Outras notícias

 Autor da Civilização Brasileira conquista Açorianos na categoria Ensaios

 “Superação – o milagre da fé” nos cinemas e nas livrarias

 Record lança obra de García Márquez em livro eletrônico

 Adaptação do livro de Harper Lee bate record semanal na Broadway

 Maria Stuart: dos cinemas ao livro de Stefan Zweig

 “Eu não uso, nunca usei e nunca vou usar ghostwriters”, rebate Nora Roberts

 Divulgada a segunda lista de parceiros de 2019

 Acorde cedo pelo seu primeiro milhão

 Rosa dos Tempos irá publicar de "A mística feminina", de Betty Friedan, em 2019

 Livro de Gisele Bündchen vai se chamar "Aprendizados: Minha caminhada para uma vida com mais significado"

 
 
Uma furtiva lágrima
Nélida Piñon
R$ 49,90

Filhos da América
Nélida Piñon
R$ 69,90

ver todos os livros
Nélida Piñon

Nélida Piñon Quarta mulher a ingressar na Academia Brasileira de ...



 
O tapete mágico de Nélida Premiado
O globo (Segundo Caderno)