Gêneros
Administração
Artes
Astrologia
Biografia/ Memória
Chick Lit
Ciências
Ciências Políticas
Ciências Sociais
Cinema
Contos/ Crônicas
Culinária
Desenvolvimento pessoal
Desenvolvimento profissional
Economia
Educação
Ensaio/ Teoria literária
Entretenimento
Esoterismo
Espiritualidade
Filosofia
Geografia
Guerra
Guia
História
Infantil
Jovem Adulto
Juvenil
Literatura
Negócios
Obras de referência
Pensamento
Poesia
Policial
Política
Psicologia/ Psicanálise
Quadrinhos
Qualidade de vida
Relacionamento
Religião
Reportagem
Romance brasileiro
Romance estrangeiro
Romance histórico
Suspense
Teatro
Thriller
Viagem/ Aventura
Coleções
Autores
Tenha acesso a
conteúdos exclusivos.

leitor
livreiro
professor

Email:
Senha:
Lembrar senha
Romance histórico Home > Romance histórico > O livro dos prazeres proibidos
O livro dos prazeres proibidos
Autor: Federico Andahazi
Título Original: El libro de los placeres prohibidos
Tradutor: Luís Carlos Cabral
EAN: 9788528616927
Gênero: Romance histórico
Páginas: 294
Formato: 16 x 23 cm
Editora: Bertrand Brasil
Preço: R$ 47,90
     

Conhecido mundialmente pela publicação do best-seller O anatomista, Federico Andahazi volta a ser publicado no Brasil com o elogiado O livro dos prazeres proibidos, que segundo o próprio, é sua obra mais intensa. O romance apresenta como protagonista Johannes Gutenberg, conhecido como inventor da prensa, e produz uma impecável reconstrução de cenários medievais, transportando o leitor para diversas cidades europeias do século XV. A obra, além de um romance intrigante, é uma aula de história. Baseado em um período longo na Alemanha e em outros países da Europa estudando o famoso protagonista, Andahazi utiliza fatos nunca antes relatados para compor a trama de O livro dos prazeres proibidos. É interessante notar que todos os acontecimentos relacionados a Gutenberg podem ser comprovados por documentos verdadeiros. Será que ele foi realmente esse ícone inventivo ou apenas mais um plagiador? Em 1455, a cidade de Mainz, na Alemanha, está em polvorosa. Não bastassem as revoltas populares tão comuns à época, Gutenberg está sendo acusado de comercializar livros clandestinos, de roubar e de praticar bruxaria e satanismo juntamente com seus parceiros comerciais. E o promotor do caso, considerado o maior copista de seu tempo, tem um interesse especial no caso.  Ao mesmo tempo, o terror se espalha pela cidade, em especial no Mosteiro da Sagrada Canastra, um bordel de luxo às margens do rio Reno cujas prostitutas são adeptas das práticas dos “prazeres proibidos”. O motivo: um assassino anda à solta. Suas vítimas: invariavelmente, as prostitutas do bordel, que são mortas com brutalidade e têm as peles meticulosamente arrancadas. Qual será a relação delas com alguém importante como Johannes Gutenberg? Em O livro dos prazeres proibidos, Andahazi reinventa a criação da prensa, feito divisor de águas na história da humanidade. O caráter extremamente complexo e fascinante de seu protagonista conduz o leitor por um tour de force e sua repercussão, na qual se alegou que seus livros eram fruto de pacto com o demônio. No primeiro semestre de 2014, a Bertrand vai relançar O anatomista.   “Em O livro dos prazeres proibidos, Andahazi ‘descobre’ que, além de ter criado a prensa, Gutenberg foi um grande falsificador de livros, um vigarista perspicaz. A recriação histórica é perfeita, contundente.” (La Nación)   “Um romance apaixonante que se passa há cinco séculos. O criminoso? Averigue por conta própria.” (Revista Gente, Buenos Aires)

Federico Andahazi
...


Whitney, meu amor
Judith McNaught
R$ 49,90

Guerreiros de Roma: Rei dos reis (Vol. 2)
Harry Sidebottom
R$ 69,90

Guerreiros da tempestade (Vol. 9 Crônicas Saxônicas)
Bernard Cornwell
R$ 52,90


Autor Carlos Minuano participa do talk show 'The Noite com Danilo Gentili'
13/07/2018
Saiba mais

Jornalista inclui canal 'Alexandrismos' em sua lista de favoritos
Alexandra Gurgel é citada como 'influenciadora do bem' por jornalista
09/07/2018
Saiba mais

Novo livro de Fabricio Carpinejar entra para a lista de mais vendidos da Veja
04/06/2018
Saiba mais

Contos de Nei Lopes são tema de curso no Centro Afrocarioca de Cinema
Saiba mais