Gêneros
Administração
Artes
Astrologia
Biografia/ Memória
Chick Lit
Ciências
Ciências Políticas
Ciências Sociais
Cinema
Contos/ Crônicas
Culinária
Desenvolvimento pessoal
Desenvolvimento profissional
Economia
Educação
Ensaio/ Teoria literária
Entretenimento
Esoterismo
Espiritualidade
Filosofia
Geografia
Guerra
Guia
História
Infantil
Jovem Adulto
Juvenil
Literatura
Negócios
Obras de referência
Pensamento
Poesia
Policial
Política
Psicologia/ Psicanálise
Quadrinhos
Qualidade de vida
Relacionamento
Religião
Reportagem
Romance brasileiro
Romance estrangeiro
Romance histórico
Suspense
Teatro
Thriller
Viagem/ Aventura
Coleções
Autores
Tenha acesso a
conteúdos exclusivos.

leitor
livreiro
professor

Email:
Senha:
Lembrar senha
Biografia/ Memória Home > Biografia/ Memória > É hora de falar
É hora de falar
Autor: Helen Lewis
Título Original: A time to speak
Tradutor: Milton Chaves
EAN: 9788528617962
Gênero: Biografia/ Memória
Páginas: 224
Formato: 14 x 21 cm
Editora: Bertrand Brasil
Preço: R$ 52,90
     

“Helen Lewis sobreviveu ao maior pesadelo vivido pela humanidade em todos os tempos, o Holocausto. Sua história é aterradora, mas fascinante.” Ian McEwan

Autora mapeia as profundezas do Inferno e, ao fazê-lo, arrebata o leitor com uma obra de arte irrepreensível. Março de 1939. As tropas alemãs invadem Praga, e começa o terror para os judeus checos. Inicia-se, então, É hora de falar, de Helen Lewis, uma notável e verdadeira história de coragem e resistência durante o Holocausto. O livro foi publicado na Europa em 1992, aumentando a fama e o reconhecimento dessa sobrevivente como escritora, locutora e oradora.  Helen, uma jovem estudante de dança em Praga durante a eclosão da II Guerra Mundial, foi parar no gueto de Terezín e, depois, deportada para Auschwitz. Separada de sua família, ela se esforçou para viver em meio à carnificina da Solução Final de Hitler. Como e o que fez para sobreviver é uma história emocionante, contada com humor, franqueza e alguma raiva, mas sem, em momento algum, dar espaço para a autocomiseração. Como a maioria dos livros que tratam do tema, É hora de falar é duro e descreve uma das mais complexas realidades já vividas pela humanidade. Contudo, um dos diferenciais dessa história é a existência da dança, maior paixão na vida da autora. Como dito no prefácio por Michael Longley, “onde antes imperava o caos, havia dança agora”. Por meio dela, Helen conseguiu prolongar sua vida por anos.  Helen não descreveu somente os horrores dos campos de concentração – que são, obviamente, chocantes –, mas analisou o outro lado, o dos nazistas. Segundo ela, nem todos eram homens sem escrúpulos, como o soldado gentil que a salvou de situações adversas e a oficial que a colocou por meses com o grupo de dança do campo.  

“Uma fonte de leitura inspiradora, muito comovente e fascinante. É um livro inesquecível, para se guardar no fundo do coração.” Independent on Sunday

“Diferentemente dos outros livros sobre o Holocausto, Helen Lewis enxerga traços de humanidade onde, justiça seja feita, não tinha obrigação de enxergar. Ela se recusa a desumanizar as pessoas que tentavam desumanizá-la — façanha extraordinária para alguém em sua posição.”  The Guardian

Helen Lewis
...


Confesso que vivi
Pablo Neruda
R$ 59,90

O diário de Anne Frank (Edição de bolso)
Anne Frank
R$ 29,90

Querido Mundo: A história de guerra de uma menina síria e sua busca pela paz
Bana Alabed
R$ 34,90


Autor Carlos Minuano participa do talk show 'The Noite com Danilo Gentili'
13/07/2018
Saiba mais

Jornalista inclui canal 'Alexandrismos' em sua lista de favoritos
Alexandra Gurgel é citada como 'influenciadora do bem' por jornalista
09/07/2018
Saiba mais

Novo livro de Fabricio Carpinejar entra para a lista de mais vendidos da Veja
04/06/2018
Saiba mais

Contos de Nei Lopes são tema de curso no Centro Afrocarioca de Cinema
Saiba mais