Gêneros
Administração
Artes
Astrologia
Biografia/ Memória
Chick Lit
Ciências
Ciências Políticas
Ciências Sociais
Cinema
Contos/ Crônicas
Culinária
Desenvolvimento pessoal
Desenvolvimento profissional
Economia
Educação
Ensaio/ Teoria literária
Entretenimento
Esoterismo
Espiritualidade
Filosofia
Geografia
Guerra
Guia
História
Infantil
Jovem Adulto
Juvenil
Literatura
Negócios
Obras de referência
Pensamento
Poesia
Policial
Política
Psicologia/ Psicanálise
Quadrinhos
Qualidade de vida
Relacionamento
Religião
Reportagem
Romance brasileiro
Romance estrangeiro
Romance histórico
Suspense
Teatro
Thriller
Viagem/ Aventura
Coleções
Autores
Tenha acesso a
conteúdos exclusivos.

leitor
livreiro
professor

Email:
Senha:
Lembrar senha
Guerra Home > Guerra > Dresden: Terça-feira, 13 de fevereiro de 1945
Dresden: Terça-feira, 13 de fevereiro de 1945
Autor: Frederick Taylor
Título Original: Dresden
Tradutor: Vítor Paolozzi
EAN: 9788501081087
Gênero: Guerra
Páginas: 588
Formato: 16 x 23 cm
Editora: Record
Preço: R$ 109,90
   

A partir de um estudo conduzido magistralmente pelo historiador Frederick Taylor, Dresden: Terça-feira, 13 de fevereiro de 1945 tenta desmistificar a devastadora operação organizada contra a cidade alemã, operação tratada muitas vezes como um dos maiores crimes de guerra dos Aliados na Segunda Guerra Mundial.

Assim como a destruição de Hiroshima, o bombardeio de Dresden, cidade alemã com um famoso sítio cultural, é tido como um dos maiores horrores da Segunda Guerra Mundial. O ataque foi promovido pelos aliados em fevereiro de 1945, poucos meses antes do término do conflito, e milhares de toneladas de explosivos e bombas incendiárias foram despejadas sobre a cidade.

Dresden: terça-feira, 13 de fevereiro de 1945 não vai colocar um ponto final em nenhuma dessas discussões, mas a minha crença é que revelará um arcabouço moral mais complexo e ambivalente do que aquele que até então tem sido reconhecido”, afirma Taylor.

Além de traçar um histórico da cidade, Taylor se baseia em diversos documentos para compor com coerência uma estimativa de vítimas (o número de mortos chegou a ser afirmado em algumas centenas de milhares pelo ministro alemão de propaganda Joseph Goebbels), reúne depoimentos de sobreviventes do ataque e desmente os que presumem que o ataque tenha sido motivado apenas por crueldade. O historiador ainda desconstrói a ideia de que Dresden não fizesse parte da máquina de guerra nazista. Fato que fez com que a cidade se tornasse alvo dos ataques aliados.

Frederick Taylor

Frederick Taylor estudou História e Línguas Modernas ...



13 horas: Os soldados secretos de Benghazi
Mitchell Zuckoff
R$ 52,90

Uma guerra sem igual: Como atenienses e espartanos lutaram na Guerra do Peloponeso
Victor Davis Hanson
R$ 89,90

The Pacific: o inferno a um oceano de distância
Hugh Aldersey-Williams
R$ 104,90


Novo livro de Fabricio Carpinejar entra para a lista de mais vendidos da Veja
04/06/2018
Saiba mais

Contos de Nei Lopes são tema de curso no Centro Afrocarioca de Cinema
Saiba mais

Banda The Rolling Stones completa 56 anos. Leia a biografia dos roqueiros, publicada pela Record
25/05/2018
Saiba mais

Livro vencedor do Pulitzer 2018 será lançado no Brasil pela Record
15/05/2018
Saiba mais